segunda-feira, 13 de abril de 2015

Itália, o país dos cafés!


Se existe um lugar que tem uma variedade enorme de café é na Itália. Impossível chegar ao bar e pedir um café, porque você vai se deparar com no mínimo uns 10 tipos de cafés. O mais interessante é que os italianos acham que só eles sabem fazer café, aí já é demais não acham? Então vou resumir aqueles que encontro por aí.
 
Espresso: É o café tradicional expresso feito na máquina exclusiva para este preparo. É servido em quantidade máxima entre 20 a 25 ml.
 
Ristretto: É um café expresso em menor quantidade e mais concentrado. Sempre vem em quantidade menos de 25 ml.
 
Doppio: São produzidos dois cafés expressos separados, que posteriormente são servidos na mesma taça, totalizando 50 ml. Ou seja o dobro, dois cafés expressos.
 
Lungo: Este é um café expresso um pouco maior que o tradicional, com 30 a 35 ml. Por isso, ele é um pouco mais fraco que o tradicional, menos consistente.
 
Correto: De correto só tem o nome! Hahaha, ele é uma espécie de expresso com um pouco de licor.
 
Macchiato: É um expresso com uma pequena quantidade de leite quente ou frio ou com um pouco de chantilly. Na prática, o leite apenas dá uma maquiada.
 
Freddo: Ele é frio por levar gelo e açúcar. Normalmente, os produtos são misturados numa coqueteleira.
 
Americano: Café expresso com água quente. Ou seja, expresso diluído em água, servido em 80 ml no máximo.
 
Cappuccino: Este possui 25 ml de café expresso. Mistura-se 1/3 de leite quente com a temperatura máxima de 70. E 1/3 de leite espumante na parte superior.
 
Cappuccino scuro: quando tem mais café expresso que leite, ou seja, escuro.

Cappuccino chiaro: quando tem mais leite que café expresso, ou seja, claro.
 
Marocchino: É um cappuccino com um pouco de chocolate em pó por cima.

Pra ficar bem claro que essas coisas só acontecem aqui, dá uma olhada no vídeo! Hahaha

2 comentários:

Beatriz Martins disse...

Muito legal, deu uma explicada nos cafés da starbucks e outros dos EUA que costumam seguir esses nomes! :)

belatriz.info

Anyktthrine disse...

Verdade Beatriz, eu também tive dificuldade na primeira vez que fui ao Starbucks!
Beijos