segunda-feira, 30 de março de 2015

E começou o horário de verão...


Se tem uma coisa que eu adoro é o horário de verão, e aqui na Europa é mais divertido ainda. Essa mudança significa deixar o dia anoitecer mais tarde, poder curtir o dia até o fim, perder a noção das horas quando for nove da noite, poder ver o pôr do sol na hora do jantar, encontrar as pessoas felizes pela rua (isso porque no inverno as pessoas tendem a ficar em casa e mal humoradas!)...
 
É engraçado, mas é verdade. No inverno as pessoas desaparecem, e de repente no verão a cidade fica superlotada, e então me pergunto onde elas estavam esse tempo todo. Estavam em casa, no trabalho, na escola, na academia, nos restaurantes e cinemas. A única coisa que você encontra nas ruas são carros estacionados e mais ninguém. Mas no verão? Ahhh o verão.... As coisas mudam completamente, a quantidade de motos e bicicletas multiplicam, a casas ficam vazias, quem não tira férias vai para a praia no final do expediente, as aulas acabam, a academia se esvazia, os restaurantes começam a atender nas áreas abertas e jardins, e os cinemas ficam as moscas. 
 
Pois é, nesse sábado os europeus tiveram que adiantar seus relógios em uma hora. Chamado de "Ora legale" ele tem o mesmo objetivo que outros países, o de economizar energia. Como o horário de verão dura cerca de sete meses, significa que dura de março a outubro, só a Itália poupa 650 milhões de kwatt, ou seja,  quase 100 milhões de euros.

4 comentários:

Thayse Stein disse...

Não sabia que na Europa também tinha horário de verão, que interessante! E sim, deve ser muito mais legal passear pelos dias mais longos e aproveitar mais os lugares <3


Beijos
Brilho de Aluguel

Anyktthrine disse...

Isso mesmo Thayse, vc nem se da conta que o dia esta acabando...
Beijos

Beatriz Martins disse...

Se aqui no Brasil já vejo uma diferença enorme com o horário de verão imagino aí. As pessoas devem mesmo viver mais nessa época, aproveitar mais. Adoro o horário de verão, por mim ele não acabava haha. :)

belatriz.info

Anyktthrine disse...

Isso mesmo Beatriz! Tudo se transforma, inclusive as pessoas!
Beijos